32.7 C
Amambai
domingo, 23 de junho de 2024

Após incêndio, amambaiense recebe nova casa através do programa Substituição de Moradia Precária

- Publicidade -

Na última segunda-feira, 2 de janeiro, um incêndio comoveu a população amambaiense. Ainda com causa desconhecida, uma residência localizada na Vila Cristina foi totalmente destruída deixando uma família desabrigada.

A moradora Maria Tereza da Cruz, conhecida como Maria das Plantas por comercializar mudas em bares e lanchonetes do município não estava na residência no momento e foi informada enquanto trabalhava sobre o ocorrido.

Após incêndio, amambaiense recebe nova casa através do programa Substituição de Moradia Precária
Casa foi totalmente destruída pelo incêndio / Foto: Divulgação

Assim que soube sobre o incidente, o prefeito de Amambai, Edinaldo Luiz de Melo Bandeira, acionou a equipe da Secretaria Municipal da Cidade, comandada pelo servidor David Nicoline, para que de imediato tomassem uma providência que atendesse a família atingida.

Segundo David, com a nova visão da gestão de Dr. Bandeira para evitar abandonos ou negociações que tiram a oportunidade de outros amambaienses serem atendidos, os beneficiários do Programa Substituição de Moradia Precária só recebem a posse definitiva das casas após residirem no local por 10 anos cumprindo todas as normas previstas na Lei.

Após incêndio, amambaiense recebe nova casa através do programa Substituição de Moradia Precária
De imediato, Dr. Bandeira pediu que Secretaria da Cidade encontrasse uma solução para atender a família / Foto: Divulgação

Com isso, as casas pertencem a Prefeitura, que concede apenas sua permissão de uso até todos os termos estabelecidos serem concluídos, dessa forma se tornou possível oferecer a nova moradia à amambaiense.

“Uma casa do programa em situação de abandono foi encontrada, entramos em contato com a dona Maria e a levamos até essa residência localizada no Pôr do Sol II para saber se ficariam bem ali, no mesmo momento ela aceitou, agradecendo a administração por toda a ajuda. A moradia passará por restauração, pois apesar de nova, esteve abandonada por algum tempo”, afirmou.

Agora, a Secretaria tomará todas as medidas necessárias, estruturalmente e judicialmente, para que a família recupere sua dignidade e possa viver em uma casa adequada e segura.

Fonte: Bruna Corrêa/SECOM

Leia também

- Publicidade -
- Publicidade -