22.4 C
Amambai
sexta-feira, 17 de maio de 2024

Conferência Regional da Agricultura Familiar dos Povos Originários reúne lideranças indígenas em Amambai

- Publicidade -

Nesta terça-feira, dia 18, o governo do estado de Mato Grosso do Sul em parceria com a prefeitura de Amambai realizou a Conferência Regional da Agricultura Familiar dos Povos Originários da Região Sul do MS. O evento, que ocorreu no auditório da UEMS, teve início às 8h e se estendeu até as 17h, contando com a presença de lideranças indígenas de toda a região do cone sul e dos municípios de Ponta Porã, Dourados, Antonio João e Bela Vista.

A iniciativa do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação, e da Secretaria Executiva de Agricultura Familiar, Povos Originários e Comunidades Tradicionais, contou com a parceria da Prefeitura de Amambai, por meio das secretarias de Agricultura e Assuntos Indígenas.

Além dos órgãos já mencionados, a organização do evento contou com a participação da Assembleia Legislativa de MS e Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (AGRAER).

Durante o evento, marcaram presença o Secretário Executivo da Agricultura Familiar, Povos Originários e Comunidades Tradicionais da SEMADESC, Humberto de Mello Pereira; o Representante do Ministério de Estado do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Luiz Antônio de Oliveira; o Coordenador da Agricultura Familiar de Povos Originários e Comunidades Tradicionais de MS, Dionedison Terena; o Superintendente da Pesca do Governo Federal, Júlio Buguelo; o Coordenador Regional da Funai de Ponta Porã, Tonico Benites; o Coordenador da Funai de Campo Grande, Elvisclei Polidorio; os vereadores de Amambai Cida Farias, Valter Brito, Joanir Martins, Tato Souza e Rosa Linda; o comandante do 16º SGBM-Amambai, Tenente Manchester; o diretor presidente da AGRAER, Washington Willeman de Souza; o deputado federal Vander Loubet; o deputado estadual Zeca do PT representando a Assembleia Legislativa; e o representante do INCRA MS, Paulo Roberto da Silva. Além disso, estiveram presentes representantes da Conab, associações e movimentos, bem como os secretários municipais de Agricultura e Pecuária, Jota Roberto; de Assuntos Indígenas, Zenaldo Moreira; e de Meio Ambiente, Luciney Bampi.

Durante a conferência, diversas autoridades e representantes fizeram uso da palavra para abordar a importância do evento e as necessidades das comunidades indígenas na região. O vereador Valter Brito, representante da Câmara de Amambai, expressou sua expectativa de que muitos resultados positivos surgissem dessa conferência, a fim de serem encaminhados ao governo estadual e federal por meio dos representantes presentes.

Brito também destacou os avanços e inovações promovidos pelo prefeito de Amambai, Dr. Edinaldo Luiz de Melo Bandeira, em benefício das aldeias indígenas, ressaltando o comprometimento da gestão municipal com a população indígena.

O prefeito Bandeira, por sua vez, reconheceu as dificuldades estruturais e os problemas enfrentados pelas comunidades indígenas, mas afirmou que a administração municipal tem priorizado a agricultura nas aldeias. Ele enfatizou a produtividade e o impacto positivo que os guaranis kaiowas têm sobre a economia local, evidenciando a necessidade de investimentos e diálogo direto com os governos estadual e federal. “As pessoas que criticam as nossas comunidades indígenas só podem viver em uma realidade paralela. Hoje, aproximadamente 30% da nossa população é composta pelas nossas comunidades indígenas. Os guarani kayowá são fundamentais para impulsionar o comércio local, pois eles gastam o dinheiro que recebem aqui mesmo. Levantamentos realizados pela nossa associação comercial revelaram que de 25% a 30% do nosso comércio local é mantido graças à participação dos guarani kayowá.”

O deputado estadual, Zeca do PT, ressaltou a importância de se colocar as demandas discutidas na conferência no orçamento, garantindo a infraestrutura básica necessária para as comunidades indígenas. Ele também defendeu o retorno da regional da Funai para Amambai, argumentando que o centro da comunidade indígena guarani kayowá está na região e não em Ponta Porã.

Os vereadores indígenas Tato Souza e Joanir Martins expuseram os desafios enfrentados pelas comunidades indígenas na produção agrícola. Já a vice-capitã da Aldeia Amambai, Lurdelice, agradeceu a oportunidade de discutir os problemas e encontrar soluções, destacando o olhar diferenciado que Amambai tem para cuidar da comunidade indígena, com investimentos na agricultura, infraestrutura, educação e saúde.

O coordenador regional da Funai, Tonico Benites, ressaltou a falta de estrutura e apoio enfrentados pelas comunidades indígenas, destacando a importância do evento para debater suas necessidades. Ele expressou sua gratidão pela oportunidade de defender e cobrar os direitos indígenas.

Nessa mesma linha, os coordenadores e representantes da Funai, Elvisclei Polidorio e Teodora, relataram as dificuldades vividas pelas comunidades indígenas em todo o estado de Mato Grosso do Sul.

A conferência foi um marco importante para promover o diálogo entre as lideranças indígenas e os representantes dos governos estadual e federal, visando a definição de políticas públicas e investimentos que atendam às necessidades da Agricultura Familiar dos povos originários da região sul de Mato Grosso do Sul.

Fonte: Raquel Fernandes/Secom

Fotos: Adrielly Maciel/ Secom e Kadyma Freitas

Leia também

- Publicidade -
- Publicidade -